Os Estágios da Paixão

Resolvi dividir em estágios, o grau de sentimento que uma pessoa tem pelo outro. Existe uma variação de intensidade do gostar entre duas pessoas, baseado em vários fatores como: Tempo em que passam juntos, trocam idéias, que se conhecem, que se vêem. Minha divisão vem desde o momento em que você já está apaixonado e nem reconheceu, passando pelo momento em que você pensa naquela pessoa todo minuto do seu dia, até a fase em que você passa a perseguir a pessoa se tornando até inconveniente (principalmente se não for correspondido).



  1. Você tem um contato com esta pessoa às vezes, ou começou a ter bastante contato, está começando a conhecê-la e existe um pequeno clima de amizade gostoso entre os dois. Você gosta de estar perto dela, e acha esta pessoa atraente. - você chegou a perguntar se ela está namorando ou se é casada.
  2. Vocês se falam sempre, ou você procura sempre ligar e entrar em contato com a pessoa. Ela é sua amiga, ou pelo menos você a considera assim, e algumas pessoas chegam a falar que você está apaixonado, mas você nega, afinal é apenas uma amizade. - Você fala bastante desta pessoa para os outros.
  3. Você percebe que está gostando dessa pessoa, como que num passe de mágica, de repente você diz pra si próprio "... acho que estou gostando dessa pessoa..." - você não se declara, e aos poucos começa a contar para os amigos mais próximos.
  4. Você pensa em sua paixão a cada minuto, a maioria das vezes, não consegue se concentrar nos seus afazeres, trabalho ou estudo, e nada mais é tão importante quando esta pessoa. Algumas atividades chegam a ficar prejudicadas e seu rendimento cai na maioria. - você só quer, só pensa em namorar; - como diz a canção.
  5. Você se declara à pessoa amada!
  6. Se o seu amor não é correspondido, você cai neste estágio. Pra mim ele é o mais perigoso e prejudicial. Aqui, sua paixão deixou de ser uma coisa natural e sadia, porque é aquela parte em que você começa a implorar pela pessoa o amor, ou começa a se vestir melhor, apenas pra passar perto daquela pessoa no horário X. Começa a guardar os horários de tudo o que a pessoa faz. Neste estágio, você sabe absolutamente tudo sobre ela. Você faz ligações fora de hora, interrompe o trabalho dela, gasta dinheiro a mais por conta de roupas novas e presentes, começa a acreditar em todos os tipos de simpatias possível, começa a ser inconveniente com a pessoa, e ela irá se afastar, porque já está começando a te julgar uma pessoa chata. Você irá cometer loucuras, ficar na chuva esperando por ela, chorar perante ela, fazer escândalos em públicos e até mesmo tentar se matar.


Talvez você tenha se identificado com um destes estágios que eu criei. Talvez conheca alguém que se enquadre em algum deles, e infelizmente conhece alguém que esteja no estágio seis.
É notável que até o estágio cinco você está saudável, está consciente, eu poderia citar um outro estágio após o quinto, onde a pessoa não correspondida se afastou, ficou bem e conseguiu esquecer o amado de forma sadia, mas com certeza, pessoas mais fracas e carentes, tem uma dificuldade gigantesca de encontrar este caminho. Algumas não se declaram quando percebem não ter chance e conseguem afogar aquele sentimento dentro de si e esquecer a pessoa, já outras com menos preparação psicológica comete os grandes erros do sexto estágio.
O sexto estágio não é o fim, pelo contrário, se você não cometer os erros de afastar a pessoa, existe uma grande chance até de você fazer com que o amado pense no assunto e venha te olhar com outros olhos. Existem muitas estratégias que uma pessoa pode seguir, vou comentar adiante em outras postagens, para atrair uma pessoa, mas vale a pena se perguntar antes de tentar qualquer coisa: Esta pessoa vale algum esforço? Estarei eu destruindo um relacionamento existente? Alguém sairá ferido nisso tudo? Lembre-se, não seja egoísta no amor, afinal de contas, se a paixão tem duração, o que aquela pessoa irá me proporcionar depois que ela se for: beleza? Atração física? Porte? Dinheiro? Popularidade e fama? Nada disso vale a pena...

Não chore por algo que nunca foi seu de verdade.