Rotina destruidora do casal

Este tema é algo muito comum quando temos um relacionamento qualquer durante muito tempo - Vocês se conhecem demais, aumenta a intimidade, muitas vezes destruindo o respeito que nunca deve acabar entre ambos. Vocês não se perguntam mais sobre o que gostam de fazer, aquele tempo onde vocês estão se descobrindo, aquela época muito gostosa que parece ter acabado, e finalmente vocês parecem estar enjoando um do outro.
Você se lembra de quando perguntou ao seu amor, qual era a cor predileta dele? Quando perguntou a ele qual estilo musical mais o agradava? Quais os livros que ele mais gostava? A comida, a bebida, as roupas? O que ele menos gostava em uma pessoa em termos de caráter etc? Aposto que você se recorda dessa época com saudade, se você acha que seu relacionamento foi ou está sendo destruído por uma "rotina destruidora".

Alvo da Indiferença - Namoro Tormenta

Namoro tormenta, é como denominei, aquele relacionamento onde uma das pessoas é refém sentimental da outra, onde ela pode sofrer de ciúmes, e quando ela sente que gosta mais do seu par do que ele gosta dela. Existe um desinteresse aparente, ou falta de esforço de uma das pessoas para se encontrarem ou manterem contato. Esse desinteresse, faz com que a pessoa sofredora se torne ainda mais ligada àquela indiferente.
Vamos chamar de sofredor, aquele que é alvo do desinteresse. Chamaremos de Indiferente, aquele que parece ignorar o outro.





Amor e Paixão

Quando falamos em amor e paixão, muitas vezes não vemos diferença entre essas duas palavras.
A diferença é imensa, tenho um exemplo muito interessante ao meu ponto de vista: Duas pessoas recebem a mesma quantidade de lenha, sendo que uma delas, queima toda a lenha de uma só vez, enquanto a outra queima uma lenha de cada vez.
O resultado que se tem daquele que queimou toda a lenha, é uma fogueira gigantesca, ardente, intensa e poderosa, porém, ela tem uma duração curta, logo toda a lenha terá sido inteiramente consumida. No segundo caso, temos uma fogueira branda, equilibrada, constante, controlável e segura, que talvez nunca se apague.