Se Apaixonar Pelo Amigo(a)

Você é a melhor amiga do mundo!

Este é um problema bastante comum e delicado. Muitas vezes os relacionamentos nascem de uma amizade que já existia antes, inclusive estes, costumam ser os relacionamentos mais sólidos e duradouros do que aqueles que começaram através de um encontro casual. Mas também pode fazer com que amizades de anos e verdadeiras, se percam para sempre quando este segredo é revelado. Será que é uma amizade real, ou é a mão da paixão que faz com que você faça tudo o que a pessoa quer?
Você descobriu que está apaixonado pela amiga. Vocês se conhecem a muito tempo e convivem quase todos os dias, seja na escola, faculdade, trabalho, moram próximos, ou até mesmo se conheceram virtualmente. O que fazer?







Muitas vezes já estávamos apaixonados e atraídos pelo amigo bem antes de desenvolver uma amizade sólida e gostosa. É bem provável que tenha sido a própria paixão, que tenha feito com que ambos se aproximassem, seja por trocas de favores, conversas em comum, encontros casuais (nem tão casuais assim), e em algum momento você sentiu ciúmes ou percebeu que estava apaixonado. Até quando segurar o sentimento?
E se seu amigo começa a a falar de uma outra pessoa que ele está afim, e vem desabafar com você? E quanto ao medo de se declarar e perder a amizade pra sempre, e se tornar um coração partido?

O que eu posso dizer quanto a isso, é que em todas as opções, a pior delas, é nunca falar o que sente. Você pode até esperar algum tempo, pra ter certeza se o que sente é mesmo uma paixão verdadeira, ou simplesmente fogo de palha. É preciso ter a consciência de que a amizade poderá não ser mais a mesma.

Existem várias hipóteses, e uma que muitas vezes surpreende, é que ao revelar o sentimento exista a possibilidade dele ser recíproco. Eu mesma conheci muitos casos de pessoas que esperaram muitos anos, ou que seu amigo arranjasse um compromisso para se declarar, e saber que ele tinha a chance nas mãos, porque a pessoa também gostava dela, e que naquele ponto, era tarde demais. E casos em que ele revelou, e foi saber depois que a pessoa também estava afim como ele, porém não tinha coragem de revelar. Como nem tudo são flores, houveram casos em que o amigo se sentiu incomodado, porém é amizade falsa ou inexistente, se o amigo desaparecer. Amigos de verdade entendem o que está acontecendo, e devem lidar com maturidade e diálogo.

Acredite em uma coisa, não revelar o que sente, certamente é a pior de todas as hipóteses, é perder uma chance que não volta.

Como revelar o que sente?

Existem formas sutis de se revelar sem se expor demais, e saber se vai obter uma resposta positiva:
-  Procure dar dicas enquanto conversa, entre uma piada e outra, elogie, dê uma cantada leve na pessoa e espere a reação. Caso a reação seja muito negativa, procure desfazer o que disse com outra piada, caso seja positiva, tente repetir aos poucos, ao longo dos dias.
- Tente sondar amigos do seu amigo, saber se ele gosta de alguém, se eles acham que você tem chance, mas cuidado: é bem provável que se estes amigos forem muito íntimos, irão contar para ele, saiba sempre onde está pisando, e com quem está falando.
- Procure se valorizar e destacar suas qualidades, sempre que estiverem perto. Um pouco de pretensão não faz mal a ninguém, é claro, tudo de forma natural sem exageros. Não se esqueça de mostrar que é humilde algumas vezes.
- Se a amizade for mais profunda, e você tiver obtido resultados positivos com as dicas acima, e mesmo assim nenhum dos dois se revelou, uma boa conversa franca sempre é o melhor caminho.
Amizade verdadeira ou interesse?

Muitas vezes você mesmo não é amigo de verdade daquela pessoa. Já parou pra pensar nisso? Que se você era apaixonado por ele (ou ela) bem no início, talvez tudo o que você esteja fazendo para agradar, faça parte de todo um cortejo inconsciente, ou seja, agrada a pessoa, faz o que ela quer, porque está interessado nela, porque quer que ela ache que você é muito legal e desperte o interesse de volta. Pense bastante sobre isso, muitas vezes, mesmo que você consiga o que quer no final, puxando o saco do seu amigo, mentindo sobre um gosto em comum, é possível que no futuro haja um sentimento de "traição" do outro, fazendo ele pensar que você só dizia e fazia "aquelas coisas", porque estava interessado, e depois mostrou quem realmente era.
Seja você mesmo, sempre. Não deixe de discordar com alguém sempre só para agradar, ser sincero e mostrar que está sendo, é um ponto positivo.

No final das contas você pode optar em esperar até que seu sentimento seja afogado e esquecido - muitas vezes ele vira desilusão ou chance perdida, - se revelar aos poucos ou de uma vez, e enfrentar isso como uma lição, como uma batalha em que você resolveu lutar, vencendo ou não, você tentou.

Eu, não vejo motivos para não tentar.