Terminaram? A Culpa é Sua!

Quando terminamos, é normal querer jogar a culpa no outro. Contar aos amigos os defeitos e mostrar os erros que o outro cometeu. Passamos horas desabafando, procurando os pontos negativos do outro, alimentando nossa auto-piedade. Fazer isso, é o primeiro passo para transformar em ódio e lamento tudo o que você teve com a outra pessoa. Jogar a culpa nos outro nos faz sentir bem, embora não quer dizer que a pessoa amada não tenha culpa alguma, quando fazemos isso, não estamos aprendendo absolutamente nada com este relacionamento que fatalmente não deu certo. Pelo contrário, nos faz menosprezar nossos próprios erros, e no próximo relacionamento, tendemos a repeti-los. Como devemos lidar com isso?


A Culpa é sua!


Sabemos que a maioria dos relacionamentos, sejam namoro, noivado, casamento, terminam de forma um tanto trágica. É bem capaz de ambos não se falarem mais, ou sempre entrar em guerra quando virem novamente. Também é normal que um dos dois se fira mais que o outro, isso é claro, depois que vocês terminam, porque aquele que terminou o relacionamento possivelmente já vinha se ferindo e sofrendo para ter que tomar uma decisão dessas. Com certeza, mesmo que você tenha terminado olhe para as coisas que você fez durante o relacionamento e reflita.

Mais sobre: Problemas no namoro e mágoas

Diante de um problema, o mais importante é esquecer os erros do outro, e pensar nos nossos erros. Pensar nas coisas que você fez de errado e o que você deveria ter feito de diferente. Muitas vezes em que brigamos, temos em nossas mãos o poder de fazer com que aquela briga aconteça ou deixe de acontecer. Muitas vezes uma briga aconteceu por culpa sua, porque deixou de perceber alguma coisa, porque não houve diálogo, porque perdeu o interesse e não falou nada, porque se cansou da situação e não fez nada para mudar. Dizer simplesmente que "vai embora", não resolve problema algum. Deixar a pessoa sem saber o porque está tomando certas atitudes, também não resolve, mesmo que você pense que está na cara o que está errado, nem sempre o outro pode interpretar aquilo como um erro grave a ponto de destruir a relação.

Você já ouviu o que o outro tem a reclamar sobre você no relacionamento?


E então, o que o outro disse contra você? 
"Eu terminei tudo por causa disso e disso"
"Eu fui abandonado por que ele fez isso e aquilo"

Duas respostas absolutamente erradas para a pergunta proposta aqui.
Se você ouviu tudo o que o outro tinha a reclamar de você, você teve alguma culpa. Você sempre terá sido o responsável por alguma coisa, como um castelo de baralho onde uma carta retirada, faz a diferença para que tudo desabe.

Se você foi terminado, sua obrigação é de saber tudo o que você fez de errado, e não tudo o que o outro fez. Enumere tudo e pense, se você tivesse feito de outro jeito, se teria perdido a pessoa amada mesmo assim. Você o acompanhou quando ele pediu? Você escutou quando ele reclamou? Ou só ficou falando de seus problemas e tratando-o como um lixo? Você perguntou a ele alguma vez se estava tudo bem com a sua relação? Ou sempre se achou o centro do mundo e quem sabe nunca pensou que ele era um ser humano e precisava de atenção e respeito. A forma com que os outros nos tratam é nada mais uma espécie de "recompensa" pelo que damos em troca a eles. Se tratamos com respeito, seremos respeitados, mas muitas vezes não nos damos o respeito e o outro se acha no direito de pisar, e esquece que quem está ao nosso lado, faz parte de nós, quer nosso bem, quer estar conosco. Pense nisso.

Se você terminou, não se livrou da culpa. Mesmo que tenha se interessado por outra pessoa, talvez não tenha feito o suficiente na relação para que ela não tivesse morrido. Não foi claro o suficiente, não participou, não mostrou respeito, não foi rígido o suficiente, só deixou as coisas chegarem a onde chegaram ou agravou tudo com brigas e indiferença.

Amos devem pensar. Numa relação indiferença e briga andam juntas. A primeira, é sinal de que você está deixando os problemas todos nas mãos do outro, está ignorando o que o outro tem a dizer, e na segunda, é sinal de que você perdeu o controle, perdeu o respeito, não quer escutar, não quer aceitar o que você fez de errado.

Eu tenho noção dos meus erros


Enfim, você sabe o que fez de errado. Você já enumerou todos os erros e sabe de trás pra frente tudo o que fez, e está se sentindo mal. Meu amigo, minha amiga, eu não posso simplesmente dizer pra você se sentir bem, eu estaria cometendo um grande erro. Na vida tudo o que nos acontece de ruim, é fruto das escolhas ou de coisas que deixamos passar, é consequencia dos nossos atos. Se temos alguém que passe a mão na nossa cabeça e diga que estamos certos sempre, que sempre perdoe nossos erros sem antes nos mostrar como corrigir e nos ver fazendo o certo, nós estaremos falhando em nosso crescimento do dia a dia. Seremos mimados, mesquinhos, egoístas.

Tenha certeza com essa dor, de que não irá repetir o erro novamente, seja no mesmo relacionamento se reatando, ou no próximo. Olhe sempre para a cicatriz que com o tempo irá se fechar, e tente nunca mais cometer os mesmos erros. Nunca justifique um erro, nunca diga que é um defeito seu. Estará sendo auto-indulgente e obrigando que o outro conviva com uma falha que só pode ser curada por você. Não consertar isso é ser desmazelado consigo mesmo, é ser menos tolerado por uma quantidade maior de pessoas. Aceitar os defeitos do outro, não quer dizer que ele tenha que conviver com eles pra sempre. É saber que o problema existe e que devemos dar a mão ao outro, para que corrijam os erros juntos. É mostrar seus defeitos, mostrar  que você tem consciência de que eles existem, e pedir ajuda para que eles possam ser melhorados. Este é um verdadeiro relacionamento, essa é a verdadeira forma de se tornar melhor.