Você sabe perdoar?

 Depois das brigas vocês voltaram, mas você ainda continua jogando os erros na cara sempre que uma briga acontece. Tem certeza que você perdoou?

Tem gente que perdoa logo de cara, e tem outros que demoram um pouco mais pra perdoar. Mas tem gente que simplesmente não sabe perdoar, não importa quanto tempo tenha se passado, e se você está pressionando o seu namorado por exemplo, pra te perdoar, saiba que não é algo que devemos fazer sob pressão. E você, sabe perdoar?



Diferença entre "desculpas" e "perdão"

Quando alguém pede desculpas, quer dizer que ela está "tirando a culpa" daquela pessoa pelo que ela fez, para que ela não precise mais viver com aquilo em sua cabeça, mas não quer dizer que ela conseguiu esquecer.

Perdoar é esquecer, é não lembrar mais, e ter superado completamente o erro alheio.

Algumas pessoas usam a palavra perdão, como se estivessem cantando o refrão de uma música pop. Assim como muita gente que está apenas apaixonado diz "eu te amo", e meses depois já está com outra pessoa, pedir perdão sem perdoar de verdade é mais ou menos a mesma coisa.

Perdoando sem perdoar

Quando você diz que perdoa alguém e não perdoa, funciona mais ou menos assim:

Vagner traiu Priscila  e eles se separaram. Eles reataram depois de alguma conversa, e ela disse que havia perdoado seu erro.

Duas semanas depois, eles discutiram e o assunto já estava em pauta novamente: "você me traiu, lembra?"

Será que a Priscila perdoou mesmo? Não!

Se eles conseguiram reatar, é porque ela o desculpou, mas no momento em que ela joga na cara dele tudo o que aconteceu, é porque aquilo está cristalizado e não foi esquecido, logo, ela não pode dizer que perdoou, ou ela não sabe o que é perdoar mesmo.

Algumas pessoas simplesmente não sabem perdoar, e isso é um grande problema, porque toda briga que acontecer, este fantasma do passado vai voltar pra estragar a relação, mostrando que o casal ainda não estava pronto pra reatar.

Quando você pensar em reatar, esteja certo de que tudo tenha sido perdoado de verdade, ou conviva com o fantasma dos erros que um dos dois cometeram, rondando cada briga, ou simplesmente as gerando.

Leia também: