Terminaram? Descubra se você é um chato-apaixonado.

Quando alguém termina com você, tudo o que você quer é alguém para se abrir. Já se deu conta de que você pode estar sendo uma pessoa chata?


Talvez você ainda não tenha percebido, mas no momento do desespero, você acaba aceitando qualquer solução que alguém te proponha, qualquer conselho e tudo o que você pensa, é em como o seu namoro foi acabar daquela forma. Nada mais importa, e você pode passar horas se expondo com alguém que acabou de conhecer na mesa de um bar.

Exposto

No momento da perda, ficamos vulneráveis e tentamos nos apoiar em qualquer um. Note que se você conhecer alguém estranho, você irá  assim que puder, falar do mal que te aflige e contar centenas de vezes a mesma história nos mínimos detalhes, se torturando ainda mais.

Uma pessoa apaixonada costuma ser chata pra quem não tem paciência. Então se você não tem certeza de que aquela pessoa está disposta a te ouvir, não fale sobre isso.

O apaixonado repete desde o momento em que ela e seu amor se conheceram, passando pelos grandes momentos, dia após dia, além de recordar os diálogos com perfeição. Então ele conta sobre o término e fala sobre sua depressão horas à fio, o tempo em que você se fizer disponível pra ouvir.

É importante que se você estiver apaixonad@, procure saber se a pessoa com quem você está desabafando, está mesmo disposta a ouvir tudo o que você tem a dizer, ou se você corre o risco dela te achar uma pessoa chata. Talvez ele diga "sim" apenas para te agradar.

Evite fazer isso com estranhos, pois você fica expost@ demais, porque acaba revelando detalhes da sua intimidade.

É claro que existem excessões, pois nada melhor do que se abrir com um amigo ou com alguém que realmente quer ouvir tudo o que você tem a dizer. Evite conhecer alguém por exemplo numa balada, e se abrir, contanto tudo sobre sua intimidade. Você pode acabar afastando essa pessoa, porque a conversa com certeza será chata e você estará revelando coisas que ela não quer saber. Todo mundo sabe que ela está lá para se divertir, e assim deveria ser com você também.

Nunca se esqueça que você tem sempre sua família ou amigos com quem pode contar nos momentos de tristeza. Por isso neste momento de "desespero", tente pensar nas coisas com bastante calma e escolher à dedo com quem se abrir, deixando para as outras pessoas, conversas mais alegres que te "jogue pra cima".

Vale à pena um outro lembrete: não guarde sua tristeza para si. Tudo isso pode fazer de você uma pessoa mais amarga, com menos credibilidade em relacionamentos futuro, com medo de arriscar, se fechando dentro de si próprio.