Namoro virtual: Tão normal quanto qualquer outro

Se você ainda é da época que relacionamento de verdade é só o "cara a cara". Você precisa se atualizar

Existem muitas pessoas que ainda são do tempo em que pra namorar, "jogar idéias", paquerar, precisa ser cara a cara. O mundo gira e as coisas ficam diferentes, mas mantém sempre a mesma essência.

Hoje em dia podemos nos comunicar com pessoas de qualquer lugar do mundo sem sair de casa, assim como tínhamos o telefone antes.

Namorando à distância

Acredito que quando o telefone foi inventado, tempos depois devem ter surgido discussões em que "namorar pelo telefone" não era algo que existia de verdade. O tempo passa e o telefone vira parte da rotina assim como a televisão, e já temos a velha expressão "namorando no telefone", típica de filmes com adolescentes babás dos anos 80.

Hoje o meio mais barato e mais eficiente pra se ter um relacionamento à distância é a internet. Além de ouvir a voz você pode ver pela webcam em tempo real e falar com a pessoa pelo microfone, além do chat. Tudo isso gera uma conexão ainda mais forte entre as duas pessoas que podem compartilhar além de idéias e cantadas, aquilo o que gostam, além de fazer coisas juntos como jogar por exemplo.

Tudo isso fortalece ainda mais o laço entre os dois criando uma confiança e amizade mais forte.

Traição virtual?

A traição virtual pode parecer mais leve do que a real porque isso ainda é um pensamento antiquado daquele que não pensa que "falar com alguém que não estamos vendo não é nada a se preocupar".

O problema é que o virtual é simplesmente a mesma coisa do real, porque se uma pessoa trai a outra é porque algo lhe falta. Se ela encontrou outro através da internet e fica horas conversando com ele/ela que não é mais considerado um amigo, é porque este alguém está suprindo uma necessidade dela.

Vejamos um exemplo de uma mulher que não tem diálogo com o namorado ou marido, então ela encontra alguém na internet e eles se completam na amizade e o assunto deles parece não ter fim. Ela encontrou uma pessoa real que está se comunicando com ela e está suprindo alguma coisa que falta no casamento ou namoro.

Não estamos falando de amigos virtuais, estamos falando de assuntos mais profundos, da pessoa sentir paixão de verdade pela outra, e assim como marcamos um encontro pelo telefone, nada nos impede de fazer o mesmo pela internet.

A internet é um mundo

Algumas pessoas não tem idéia que a internet é uma espécie de ponte, onde muitas pessoas deixam lá nas redes sociais como facebook, Orkut etc seu "endereço", seu perfil, sua conta para que as outras possam encontrá-las e assim começar um vínculo mais próximo. Muitas empresas ganham clientes assim, jogadores encontram parceiros para seus jogos, solitários encontram amigos...

A internet não se move por robôs. Todas as pessoas que estão ali são reais. São pessoas com sentimentos, pessoas que podem estar procurando por alguém frágil, pessoas que se sentem solitárias em casa e que querem viver uma aventura, pessoas que são viciadas em conhecer outras, pessoas que adoram viajar de uma cidade pra outra, pessoas carentes ou não.

Dar as costas para a internet nos dias de hoje é ignorar um novo meio de comunicação, uma nova realidade onde pessoas transitam o tempo todo e tem suas "residências" fixas como um cartão de visitas nas redes sociais. Pessoas deixam opiniões, fazem revoluções, falam de si mesmas como um livro aberto, fazem outras se sentirem mais íntimas e mais encorajadas, abertas, pelo fato de não estarem intimidadas pelo contato visual.