Namorado possessivo


Quando o brilho acaba.

 Estou aqui para contar a minha história.
Comecei a namorar um rapaz que no ínicio acreditei ser o homem da minha vida: delicado, atencioso, romântico.

Porém, o tempo foi passando e os problemas começaram a surgir. Eu sei que em todos os relacionamentos há brigas, mas no meu caso, é excessivo.


A cada dia que passava era uma briga por algum motivo banal. Como ele foi demonstrando ser muito bravo e agressivo, passei a ter medo dele e me anular.

Quando brigamos ele grita e xinga muito. O maior problema é que nunca faço nada de errado, o que ocorre é que ele não quer mais que tenha vida própria.

Por ter medo, acabei me anulando e hoje não posso sair no intervalo da aula, não posso dar um passo sem comunucá-lo antes, e todos os lugares que vou são com ele, mesmo que ele não tenha que ir ele me leva e fica esperando lá fora. Como consequência disso, não me sinto mais bem nessa relação e choro todos os dias de tristeza. 

Quando falamos em terminar ele alega que tudo que faz é por amor e que quando é agressivo é o jeito dele e que não consegue se controlar por me amar demais, que não consegue ficar sem mim... Não sei mais o que fazer, queria muito poder acabar com tudo isso.

É uma questão de necessidade, pois não há como viver dessa maneira. Me sinto pressionada 24 horas e chego a ter medo de fazer coisas como ir na casa da minha avó, pois nem isso posso fazer mais.

No fim, me pergunto: Será que isso é o amor? Já estou ficando doente, preciso de ajuda.

[Lika]
imagem-getty


Não, isso não é amor. 
Acredite: tudo o que acontece agora, tende a piorar se a relação passar pra um nível maior. Já se imaginou casada com ele? 


Pessoas possessivas não mudam. Elas podem prometer que irão mudar mas logo voltam a ser como antes. 
Você não está feliz, não está mais apaixonada e chora sempre. 


Você está sacrificando a si mesma e a sua vida inteira por uma pessoa que não confia em você, pra felicidade exclusiva dele. Pense nisso.