O que as novelas ensinam sobre relacionamento está errado.

As novelas como referência de certo e errado na hora do amor, estão dando um péssimo exemplo para a gente


Elas ainda são muito assistidas, e principalmente por mulheres. O padrão não muda muito: sempre as mesmas histórias, os mesmos romances, até mesmo os nomes quase não mudam.


O problema é algo que nem sempre percebemos que acontece, e as "lições" que elas acabam passando pras pessoas. Depois desta matéria, você vai ver uma novela com os olhos diferentes.

Se você é influenciável demais, é bom se ligar nas dicas.

Duas mulheres brigando por um homem

O padrão muda pouco.
É um homem com dinheiro, bem sucedido no trabalho, filhinho de mamãe, de uma família renomada, que vai ser disputador por duas mulheres.

Uma das moças será a protagonista, e ela vai sofrer no início.

Um detalhe interessante, é que o rapaz normalmente já tem uma noiva, mulher ou algo assim. Ele vive uma relação morna ou qualquer outro problema, quando numa situação mágica, encontra a protagonista e vive uma "paixão proibida".

A ex mulher traída é vilã

Isso mesmo. A novela joga na sua cara, que a mulher traída, que teve seu casamento destruído pela amante, é a errada. E tudo o que ela faz para atrapalhar a amante de "viver seu grande amor", é visto pelos espectadores como maldade. Será mesmo que ela é tão má assim? Será que você não faria coisas parecidas?

Preto e branco

Tirando um pouco da fantasia caricata da novela, e a forçação de barra que apresentam, pra deixar os lados bem preto e branco (bom e ruim), sem nada "cinza" (neutro), vemos situações parecidas com as do cotidiano, onde os maridos arrumam amantes e a esposa é vista como ruim.

No fundo, ninguém é "normal" (algo mais fácil de se ver em séries e filmes americanos), os personagens das novelas estão muito longe da realidade.  Lá, nem todas as pessoas podem fazer algo ruim ou bom dependendo da situação, e um personagem bonzinho, jamais faz nada de errado.

Outra coisa, é que você vai perceber que o homem, raramente é tido como vilão da história. A mulher vai perder o foco nele, para prestar a atenção nas duas mulheres lutando entre si, se esquecendo do "safado" que pulou a cerca.

Resumindo, o canalha é legal e injustiçado, e todo mundo torce pra ele ficar com a amante.

Moldando a mulher

Novelas acabam por moldar comportamento das noveleiras que não criticam muito, que assistem e levam pra realidade um pouco daquele exemplo de vida.

Tudo isso é muito ruim, visto que nas novelas, o comportamento dos homens que elas acabam acatando e gostando, é o do galã pegador, que simplesmente fica com o elenco inteiro de mulheres, e não é visto com desagrado.

Podemos pegar aí o próprio ator José Mayer, na maioria das novelas onde seu papel é pegar todas pra no final ficar com uma.

Quando é a mulher que começa pegar mais de um homem, ela é automaticamente vista como a vadia pelas próprias mulheres: vide a Jade da novela O Clone.

Comportamento totalmente machista embutido.

Ainda o machismo

Outra coisa péssima das novelas, é mostrar o homem como o "dono dos negócios" e a mulher dondoca se maquiando em casa, fútil, burra. Elas são encorajadas a fofocar, tomar banho de piscina o dia todo ou se forem pobres, fisgarem um milionário - para continuarem a ser fúteis.

Algumas novelas parecem até tentar fugir deste padrão, quase que num sufoco, mas o problema, é que como um todo, eles acabam mantendo a fórmula do sucesso - que é o que as pessoas querem ver - e uma novela é praticamente cópia da outra.

Os autores são sempre os mesmos...

Vamos ver então tudo o que as novelas ensinam?

Mulheres precisam ser LINDAS e homens podem ser velhos e feios que ainda vão ser adorados.

Mulher que não quer filhos é vilã. Se quer filhos é boazinha.

Roubar o namorado/marido da outra é normal se você está apaixonada, mesmo o da melhor amiga.

Tentar brigar pra ter o marido de volta é coisa de vilã. Odiar a amante é coisa de vilã também.

Mulheres podem desejar apenas um homem. Apenas homens podem ter várias mulheres.

O mocinho sempre vai ter grana ou vai ganhar uma promoção no último capítulo.

A protagonista nunca faz nada de errado, ela é um exemplo de pessoa, uma joia rara.

Já o mocinho, pode trair, "cometer erros", e nunca vai ser mal visto por isso.

Não existe personalidade realista. Todo mundo ou é totalmente bom ou totalmente mau.

Trair é normal, se você está triste ou deprimido, a unica saída é trair.

 Você nunca saberá identificar um canalha, mesmo que esteja na cara.

Você contará mentiras/desculpas esfarrapadas e ninguém vai perceber.

E você leitor? Lembra de mais alguma coisa ruim que a novela ensina?
imagem-getty e reprodução