Sou ciumento e encontrei alguém pior que eu.


Paixão e ciúme virtual

Conheci uma mulher no orkut, em agosto de 2008.

Em três meses e meio, me apaixonei, apenas com trocas de scraps e e-mails.
Depois, passamos a conversar quase que diariamente no msn.

Logo veio o contato por telefone, algumas meses. Ela, à princípio, falou que não me correspondia, mas éramos muito carinhosos um com o outro, como se fossemos namorados.


Ela acabou assumindo que se apaixonou. Sou super, mas super ciumento, desconfiado e possessivo.
Porém, me surpreendi com ela, que dizia que era ciumenta, mas sem delirar ou com possessividade, mas percebi que ela é mais ciumenta do que eu.

 Ainda não nos conhecemos pessoalmente, e creio que isso nunca acontecerá.

 Nós brigamos constantemente, é um entre tapas e beijos, no qual predomina mesmo os tapas.

Nossa brigas são homéricas, acusações mútuas, e as brigas nem sempre são só por causa de ciume, mas também por incompatibilidade de gênios!

 Já dizemos adeus um ao outro muitas vezes. Não tenho esperança. Aliás, minha esperança é que ela se afaste da blogosfera, lugar que ela diz não gostar, aí creio que a esquecerei com facilidade.

 Estou muito chateado, cansado e perplexo com tudo isso. E olha que sou cinquentão e ela quarentona.

 Creio que não há amor, e sim uma paixão bem louca, psicótica mesmo! É raríssimo a gente passar uma semana sem brigar.

Gisa, já ouviu falar de caso similar ao meu, três anos de contato, sem se conhecer pessoalmente,com brigas intermináveis, sendo ambos portadores de ciumes exacerbados?
imagem-getty


Isoladamente o ciúme ganha em disparada, quanto ao que mais estraga um relacionamento. 


De certa forma foi bom você encontrar alguém com tantos ciúmes, que desta forma, pode perceber como é ruim que alguém não confie na gente.


O outro problema, o namoro virtual, com o tempo acaba cansando, se vocês nunca se encontrarem. Tudo fica repetitivo demais, o assunto acaba, e no seu caso, ficando apenas as brigas. 


Quando duas pessoas perdem o respeito uma pela outra - respeito que de certa forma não existiu, já que vocês são ciumentos, não confiam um no outro etc -, fica quase impossível se ter algo sólido sem brigas. 


Ambos ficaram acostumados em dizer as mesmas coisas desagradáveis sempre, enquanto o outro também vai rebater da mesma forma. 


O sentimento de posse é uma paixão ao extremo, ele é diferente de amor etc. Você quer a pessoa como objeto só seu e de mais ninguém . Sua "paixão" se manterá acesa, enquanto você sentir raiva de qualquer um que se aproximar dela (e vice versa), e enquanto vocês continuarem sentindo ciúmes e medo da perda. 


O namoro além de virtual, está se sustentando através de posse. Vocês vão se unir para brigar. Quanto mais o tempo passa, mais os problemas tendem a aumentar se não forem resolvidos.