Não costumo me apaixonar, mas...


Oi Oi gente!

 Gostaria de começar dizendo que não sou o tipo de mulher que se apaixona, sempre fui muito controlada com relação a isso.

 Estava namorando a alguns meses atrás e não era amor, o maior do mundo nao. Terminei meu relacionamento e tranquilamente resolvi conhecer outras pessoas, normal.


Uma amiga minha me chamou pra sair com um caras da própria faculdade onde estudamos. Saí, fiquei com um garoto, da primeira vez que a gente ficou logo transamos, porque decididamente não gosto de joguinhos e nem tenho muitos escrupulos nao, alem do que nao era intencional ficarmos novamente.

 Bom, ficamos mais e mais vezes, dividimos momentos míticos, de verdade, já vão fazer 3 longos meses de um "pseudo relacionamento".

 na virada do ano que passamos juntos resolvi falar do que sentia, que estava me envolvendo, pedi ele em namoro, acreditem (coisa que definitivamente NÃO FAÇO), e ele disse que não era hora, que precisava acabar a facul, arrumar um bom emprego.

Olha, eu decidi que não o procuro mais, mas... ele me procura, quer saber onde estou e até o que eu como HAHAHA! nao sei o que fazer!

Michele


Muitas vezes a palavra namoro soa como casamento com quem não está acostumado a se apegar, pode ser o caso dele.

Quando ele menciona arrumar um emprego, terminar a faculdade, nota-se ele no papel de um homem que foi pedido em casamento.


Uma das coisas que você pode fazer, é deixar claro que não quer se casar com ele, mas está gostando dele e queria um pouco de exclusividade, nada mais.

De qualquer forma, é bom ficar com o pé atrás, porque você eventualmente pode sofrer, caso ele resolva sair com outras etc.

Mesmo as pessoas mais frias, um dia encontram alguém que goste das mesmas coisas ou que seja gostoso de conversar e compartilhar um pouquinho mais do que apenas beijos e sexo. É a nossa natureza. Com alguns isso acontece com mais frequência (os mais carentes), e com outros menos, mas sempre acontece em algum momento.
imagem-getty