Quanto mais eu digo que te amo, mais raiva você tem de mim.


Você ama alguém, mas do nada essa pessoa termina com você. Agora seu mundo parece desabar, e você não consegue aceitar, e tenta uma "reconquista".

O problema é que essa reconquista não existe, ela só está afastando seu amor cada vez mais. Você liga, manda mensagens, persegue nas redes sociais, fazendo com que uma espécie de ódio e repulsa cresça dentro da pessoa amada. "Esquece que eu existo por favor"...

Este é um repost de um artigo que escrevi a tempos atrás, e que pra mim é um dos mais úteis neste caso, já que nem sempre temos alguém pra nos dar um toque sobre o que não devemos fazer quando somos terminados.


Aqui vão as dicas para você afastar este sentimento de repulsa que a outra pessoa cria quando você começa a perseguí-la.

Ponto de vista de quem te largou

Sabe porque você cada vez mais irá despertar repulsa ao invés de amor naquela pessoa que te abandonou, cada vez que ela te procura? Aquele sentimento de "me deixe em paz" irá crescer?

A resposta é simples: você não proporciona a ela nenhum DESAFIO.

A coisa toda caiu na rotina - o namoro/casamento não é mais o mesmo. Seja por brigas, ciúmes, rotina, aquela coisa sem sal, sem graça, sem surpresa...

Agora que você percebeu o perigo da perda, parece que acordou pra vida, a ameaça é real, agora você se torna uma pessoa inconformada, capaz de qualquer coisa sem raciocinar pra ter o amor de volta. Este é um grande problema.

Você tentará de várias formas reatar o amor, e se tornará uma pessoa obcecada. Este tipo de comportamento é um dos piores para lidar chegando a dar desespero na pessoa que te abandonou.

Você liga a todo momento sendo uma pessoa inoportuna.

É capaz de fazer escândalos caso seu amor se aproxime de alguém - não vai aceitar ele/ela com outra pessoa

Vai na casa da pessoa diversas vezes, incomoda outras visitas, impede que ele/ela siga com a sua vida.

Faz aquele papelão ficando de joelhos, vira um capacho.

Eu faço qualquer coisa

Por ser um capacho, você não apresenta NENHUMA excitação, sensualidade, atração para a pessoa. Uma pessoa chorando perto de  um homem por exemplo, é capaz de "brochar" qualquer expectativa de envolvimento amoroso.

Sabe o que as pessoas gostam numa relação? De enigmas. Não existe prazer em algo que já está revelado, que você tem com facilidade, que você NÃO precisa batalhar para ter.
Por isso preferimos o sensual ao vulgar, porque já vimos tudo, e tudo o que já foi desvendado não tem mais graça nem procura.

O ser humano precisa sempre de uma demanda, uma "razão" pra fazer algo, algo para se conquistar ainda. Sempre estamos procurando por algo, e quando encontramos, queremos mais e mais.

Então se você diz que faz qualquer coisa pra essa pessoa, você acabou de matar qualquer charada e desafio pra ela. Você se tornou sem graça, já não tem nada interessante aí, logo, ela tende a se distanciar.

Do ponto desinteressante que o namoro de vocês andava, o que você proporcionou de novo? Promessas vazias? Perseguições? Choro? O mesmo visual, baixo astral, a mesma ladainha?

A perda

A psiquiatra Suíça Elisabeth Kübler-Ross propõe uma descrição de cinco estágios discretos que uma pessoa passa ao lidar com uma perda. São conhecidos como "os cinco estágios da morte", eles servem muito bem para ilustrar esta situação;


  • Negação: "Não quero te perder, não vou deixar você partir, não aceito ficar longe de você"


  • Raiva: "Você não pode ficar com mais ninguém!" "Vou destruir você" "Vou me vingar" "Injustiça comigo"


  • Negociação/Barganha: "Por favor, volte pra mim" "Me dê uma chance", "Eu serei diferente"


  • Depressão: "Não quero mais viver", "Ninguém me ama", "Vou beber até cair", "Minha vida não tem sentido" 


  • Aceitação: "A vida continua", "Vou encontrar um novo amor", "Tudo vai ficar bem"



Entendendo a situação

Por que quanto mais eu demonstro amor e faço coisas boas, mais essa pessoa se afasta de mim? Eu não consigo contrariá-la.


Por que você não consegue contrariá-la?
PORQUE VOCÊ TEM MEDO!

O medo é o que torna você um pé no saco mesmo! Seu medo da perda total, faz com que você deixe de ser você mesmo, deixe de viver e deixe de ser uma pessoa interessante, aquela pessoa lá do início quando vocês se conheceram.

Você acaba achando que ao contrariar o amado, despertando nele qualquer sentimento negativo (discórdia), irá contribuir para que ele se afaste mais ainda.

É por causa de vários sentimentos negativos ( que na verdade não são negativos), que acabamos nos tornando insuportáveis.

É por isso que existem MUITOS casos por aí, de pessoas que, ao começarem a viver suas vidas deixando pra lá a pessoa amada sem olhar para trás, pouco depois ela costuma aparecer dando indícios de que quer voltar, de que ainda gosta de você, seja querendo saber como você ainda vive sem ela, querendo te cozinhar em banho maria, ou até mesmo pedindo pra voltar. Isso ainda acaba acontecendo quando não queremos mais.

Por isso, quando começamos a cuidar de nossa vida, tentando ser feliz, escrevendo nossa história, chamamos a atenção de quem não dava a mínima, porque estamos sendo FELIZES (ou fingindo ser).

Concluindo que

Se humilhar, minimizar, implorar, perseguir,  são pontos contra se você quer o amor de alguém de volta. Por incrível que pareça, é fazendo o contrário que conseguimos o valor que queríamos;

Nos valorizando, mostrando que gostamo de nós, tendo nossas próprias opiniões, mantendo nosso orgulho, deixando aquela pessoa pra lá, e não dando a mínima pra ela.

Com isso, você desperta o sentimento de "perdi o meu capacho?" "Será que ele/ela ainda me ama?", pois ninguém gosta da idéia da perda, mesmo que seja só pra manter esse alguém em banho maria, gostamos de alguém "querendo a gente".

imagens-getty