Não me sinto feliz na minha própria casa!


Tenho 17 anos e já estou na faculdade. Meus pais me tratam como se eu tivesse 10 anos de idade, e isso vem me prejudicando...

 Quando eu estava no ensino médio, eu não dava muita importância para isso, mas agora isso já esta me deixando louca. Um grande exemplo da paranoia deles é de não me deixar fazer um simples trabalho na casa de uma colega (e na faculdade a maioria das coisas são em grupo, desde grupos de estudos até trabalhos), e a desculpa de minha mãe é: " você não vai na casa de pessoas que nos não conhecemos" ou até mesmo "você é menor de idade", às vezes me pergunto se quando eu fizer 18 anos (daqui 5 meses), essa paranoia vai acabar.


Acredito que não!

 Meu pai já acha que eu não vou fazer trabalho, que vou dar "rolezinho" que isso é só uma desculpa para eu sair de casa!

 Hoje em dia o que eu mais quero é um emprego, para não depender mais do meu pai, pois ele que banca tudo pra mim: a faculdade, condução, e outras despesas que tenho. Isso me incomoda, pois sinto que ele não gosta de pagar a minha faculdade.
Ele sempre diz que faculdade não e totalmente necessário, e que ele não precisou fazer faculdade alguma e tem um bom cargo numa empresa, e adora se gabar por isso.
Uma vez ate me disse que pode ser que ate mesmo eu formada eu vá pedir uma ajuda pra ele, pois ele vai estar melhor que eu!
Ele fala como se eu fosse um concorrente ou algo do tipo, não uma filha correndo atras de um sonho de se formar. 

Outra coisa que me faz querer sair de casa, são as brigas constantes dos meus pais (que sempre existiram, mas agora me incomoda, e muito.)
Não sinto vontade de estar com eles, sinto até raiva às vezes, pois é uma somatória de tudo que vem acontecendo, desde a superproteção até as brigas.

O meu desejo e fazer 18 anos logo, e arrumar um emprego o quanto antes, para que eu possa cuidar de mim mesma, e não precise ficar passar mais por brigas, humilhações e desconfianças!

Novalee L.

Você está no caminho certo. 
Infelizmente nem todo mundo tem a sorte de ter pais que sejam amigos e não competidores. 
Algumas famílias crescem com um ar competitivo, onde irmãos querem superar irmãos, pai e mãe querem provar um para o outro quem é o melhor, etc. Você deixa isso bem claro quando menciona seu pai.

É bom que eles saibam que você anda infeliz, embora seja quase certo de que eles venham a ignorar suas reclamações. O grande defeito dos pais na maioria das vezes, é sempre pensar que os filhos são crianças e que os problemas deles são menores ou inexistentes. Um lar precisa ser equilíbrio e todos precisam ter um espaço ali naquela "comunidade" que se forma. Os pais costumam lutar contra os filhos durante a juventude deles, quando começam a lutar por seus direitos e espaço dentro dessa família. 

Em todo lar, o período de maior conflito é o da adolescência à juventude dos filhos, onde os pais não admitem que "suas crianças se foram", e querem ter um tratamento de respeito. Vai passar, é fato, mas para alguns pais, este rompimento de "cordão umbilical" costuma demorar muito pra acontecer.