Resolvam o meu problema

Sobre o post Você está envelhecendo e não consegue ninguém deste blog.

Faz tempo, na verdade mais de anos, que acompanho os comentários. Um dos posts mais comentados do blog é sobre pessoas que não conseguem arranjar ninguém e sente que a hora está passando.

O post é antigo, escrito por volta de 2010, onde eu senti a necessidade de tocar no assunto. Eu sabia que era um tema delicado e que muitas pessoas precisavam falar sobre isso, mas o motivo de eu ter feito esta postagem, não é para passar a mão na cabeça dos meus amigos que comentaram, talvez, puxar a orelha deles.


Hoje cedo, dentre tantos comentários, um deles em especial me chamou a atenção na minha caixa de e-mail.



Não que a crítica não seja válida sobre o conteúdo do post, já que geralmente eu falo pouco dos assuntos, muitas vezes pode ir pra um lado da questão que não é exatamente o que o leitor procurava. O que chamou a atenção foi o tom que o leitor usou.

O leitor não é o primeiro a postar neste tom de desagrado. Este post aliás, é o que recebe mais comentários negativos, não criticando o post em si, mas como é de se esperar, as pessoas que postam ali, estão desgostosas, desesperadas, chateadas, mal humoradas, infelizes.

Ele jogou a responsabilidade de seu problema pra mim, pro blog, digamos assim. Cobrando do Um Ombro Amigo, a obrigação de dar as respostas mágicas que ele precisa para arranjar alguém.

Pois vamos então à minha resposta para este problema, porém, de uma forma mais realista, analítica e fria sobre o problema.

"...apenas vomita um monte de palavras tentando explicar a situação..."

Para resolver um problema, primeiro precisamos entender como ele funciona. Grande parte dos posts aqui são assim, pegam situações que as pessoas pensam que estão vivendo sozinhas, mostram para elas que é algo normal, que é uma dificuldade em comum. Muitas das respostas, já existem dentro da própria pessoa, e elas precisam entender como funcionam para acender a luz dentro delas mesmas.

"... não traz conselhos, motivação, conforto..."

 Na GRANDE maioria das vezes, quem está sozinho por muito tempo e posta aqui, não quer ler (ouvir) a verdade. Não quer ouvir que ele tem que mudar alguma coisa, quer ouvir que ele está CERTO em TUDO, e que o errado é toda a sociedade.

É muito fácil ficar sentado se entregando a pensamentos depressivos, remoendo o problema e NÃO procurando soluções, sabendo que nada irá se resolver, esperando que os outros sintam pena de você. Isso não vai acontecer, e na verdade, não é o objetivo deste espaço. A auto-piedade é um defeito, e não traz solução para um problema, ela faz com que ele se enraíze e que você abrace o conformismo.

Eu conheço pessoas, inclusive que postam por aí no blog, que provam que a solução está na forma de pensar e agir. Pessoas que "são feias", ou se dizem as mais feias do mundo, mas que superaram isso na ATITUDE. Um defeito, precisa fazer parte de você, se tornar parte de você, deixar de tomar conta dos seus pensamentos na hora de mostrar quem você é, para que seja superado.

Muito dos comentários do post inclusive, citam até mesmo boa aparência das pessoas e dificuldades mesmo assim de encontrar alguém. Não me venham insistir que o problema é beleza e ponto final.

Todo o problema envolve fatores que cada um terá que achar sozinho. Este não é um problema sobre beleza apenas. Algumas pessoas envelheceram e não conseguiram ninguém, simplesmente porque são exigentes demais, e só se apaixonam por outras muito mais bonitas, acabam por ignorar quem gostava delas. Inclusive, quando tocamos neste assunto, as pessoas desconversam, porque não querem a pessoa "feia" que as ama.


No final, mesmo o fato de ser feio, ser tímido, leva a um só caminho: o desânimo, a preguiça, a desistência. Qual é o SEU plano para sair dessa? O que você tem FEITO para resolver o problema? A resposta é: nada. Perder o seu tempo reclamando apenas, não vai fazer com que ninguém te deseje. O máximo que você vai conseguir é desenvolver uma crise depressiva e precisar recorrer a médicos.

Grande parte das vezes, somos nossos melhores psicólogos. Conseguem superar o problema, quem propõe a si mesmo um plano e atitudes de mudança, e o coloca em prática. Quem luta e tenta várias vezes, quebrando a cara, entrando no campo de batalha, caindo e levantando, até construir seu próprio caminho.

Vocês sabem que não estão sozinhos, e os comentários não deixam enganar.
Todos nós sabemos o que as outras pessoas estão fazendo de errado, e meu objetivo nunca foi apontar o erro delas...

O que eu quero, é que parem de crucificar as outras pessoas, o mundo, e até mesmo o blog que se propôs a abrir um espaço para vocês.

Att. Gisa Castro, Um Ombro Amigo.