Quero um amor pra ontem - a regra do apressado.


Quando o assunto é amor, temos urgência. Nós pensamos sobre sedução de forma superficial - deitados em nossa cama durante a noite, em algum momento quando estamos distraído. Qual o conteúdo do pensamento? - A solução imediata do problema: queremos que o alvo goste da gente, ponto final.
Frases como "eu faria qualquer coisa para que fulano gostasse de mim", e perguntas como "eu queria que ela gostasse de mim, o que fazer?", são comuns e recheiam este site pra todo lado.


Onde está o erro disso tudo?
Nas duas perguntas acima, o assunto principal é - o que nós estamos querendo da outra pessoa, e não - o que podemos fazer por ela. 
Para entender, pense em uma pessoa apaixonada, que ainda não está com quem pretende.


O egoísmo é uma das características mais vívidas dos apaixonados. É o momento em que pensamos apenas em "conseguir ficar com quem eu amo", embora devesse ser algo mais parecido com "fazer quem eu amo feliz".

Não tem espaço para a sedução no egoísmo. Você deveria estar pensando naquilo o que pode fazer para que a outra pessoa se sinta de certa forma dependente de você, e que ela sinta um certo vazio caso você vá embora. Esse tipo de coisa só se consegue, se doando e esquecendo do seu objetivo final.

Sedução é um processo lento. A paixão é uma necessidade voraz e faminta. As duas não combinam. Todo o processo se dá lentamente, onde você procura desviar pouco a pouco quem você ama, dos pensamentos e preocupações diárias, aqueles pensamentos que envolvem o mundo dela. Quando tal desvio pouco a pouco acontece, é você quem toma o lugar lentamente. O objetivo, é você fazer parte dos pensamentos dela, de forma que as chatices do mundo, problemas etc, sejam piores de se pensar do que em você.

Para que isso aconteça, qualquer investida a curto prazo é inútil. Pressões amorosas e cobranças, perguntas sobre suas dúvidas, seus problemas, seus interesses, seus sentimentos, só fazem afastar ainda
mais o alvo daquele "papo chato" onde o assunto é você, você você, e cada vez menos ela.
Você gosta de alguém, que normalmente tem outros problemas e prioridades na vida. A última coisa que ela quer, é um chato (ou chata), falando de si próprio e atrapalhando seus objetivos. Afinal de contas, somos todos egoístas, e provavelmente ela vai preferir resolver seus próprios problemas do que qualquer um que te envolva.

Vá com calma e esqueça o que você quer, dia após dia regando a semente da necessidade de você, em quem você ama.

Lição de hoje: pressa é inimiga da perfeição.